Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

A festa.

omg-desi-pakistani-fashion-3-via-brilliant-http-pa

Esperei por ti toda a noite.

Vagueei entre braços e abraços,ansiosa por a noite acabar e finalmente perder-me nos teus. 

Ser tua, não haver vestido a estorvar, não haver o perigo de alguém nos incomodar, não haver nada além de nós.

E tu, e as tuas mãos, nas minhas curvas, e eu a perder o juízo perdida em ti.

E toda a espera a ganhar razão de ser, o desejo guardado, o vestido amarrotado, rasga-o ou tira-o de vez!

Quero-te sentir.

Quero-te pelado, suado e a sorrir de matreiro. Quero o teu corpo por inteiro. 

Quero-te de qualquer maneira, onde der, como der, não importa.

Não importa o que tiver de esperar para te ter.

É a ti que quero, mas mais do que isso, é a ti que eu amo.

 

 

Bom dia.

049b5a5dd63310d246ead1fcf33af268--lazy-morning-laz

O instinto estava certo.

Acordei de manhã arrependida, com um perfume ao lado de que não gosto, ao lado de alguém que não me desperta nada.

Olhei para ele a dormir e acho que esperei a noite toda que o despertador tocasse e fosse finalmente embora.

Não me deu tesão, ligeiramente molhada mas é suposto um homem povocar bem mais que isso.

Não houve carinho, para ti fui as mamas que apalpaste feito tosco, o rabo que acariciaste com as unhas.

E agora que foste embora só me consigo sentir aliviada...

Até podia ser condescendente e pensar no cansaço, mas nem isso. Mais valia teres ficado no bordel, as damas da noite importam-se mais com o que pagas  do que a perfomance em si.

E até elas iam reclamar da tua falta de jeito.

Foi uma muito má noite, longe da ternura do meu jeitoso de quinze dias atrás.

Um homem para ser bem sucedido no sexo tem que gostar genuinamente do corpo feminino. 

É como tocar guitarra, quanto melhor tocares, melhor a melodia.

Fraco.

 

Desabafo ao fim do dia.

6803ff75efc47f19cd69a25145fcc26837679005_00.jpg

Há coisas que só uma mulher sabe.

São as mulheres que carregam o mundo nas costas.

Somos a força motriz, na retaguarda durante tanto tempo e agora, mais do que nunca, perdemos o medo de pegar nas rédeas desta porra toda.

Somos mais do que a maquilhagem, o rabo empinado e os saltos. Somos isso tudo e muito mais num compacto de coragem andante.

Somos destemidas.

A coragem e a sagacidade é algo que trazemos já no adn, já nascemos como que avisadas que o mundo não vai ser nosso amigo.

Porque o mundo ainda não é um lugar bom pra se ser mulher.

Escrevo isto num exercício de auto-motivação, eu que durante tanto tempo dizia aos meus pais que queria ser homem para poder ser livre.

Afinal bastou sair lá de casa. 

Só tenho irmãos e de momento só trabalho com senhores. E não, não me sinto uma princesa. Mas sou tão ou mais feminina do que a profissão me permite.

Aliás...já levei com esse mito.

Tive pessoas que achavam que eu era meio-arrapazada. Depois vêm-me de cor de rosa, de brincos e toda a aparência de gaja boa que sou.

Afinal tudo é conciliável!

Só há uma coisa em que invejo os meus colegas: a facilidade com que podem fazer xixi no campo.

Eles é virarem as costas e bota largar águas.

Já eu, é andar km atrás de um sitio onde  possa...sem ter mirones.

Já eu, sou mulher no meio deles e não me posso queixar que não me respeitam, bem pelo contrário, sempre pedi que não me tratassem com cerimónias por isso. Estou em igualdade, vá, sou a chefe.

E como digo tantas vezes a minha mãe...coragem, mulherada! 

Isto não anda fácil...

 

 

E tu, e esse teu charme...

ansios.jpg

A facilidade com que me entrego a ti é irrisória. Não precisas de me tocar para te querer, não precisas de dar mote para o que já devia estar a acontecer, não precisas de te dar ao trabalho de seduzir : já te pertenço.

Já me sinto parte de ti, da tua pele morena, do cabelo rebelde e dos olhos cristalinos. De cada sinal, de cada curva cujas minhas mãos tacteiam tanto com ternura como com vigor. Em cada gesto, em cada ressoar da voz, já há algo de meu, já há algo de subentendido, a que devo prestar atenção porque vais tirar a limpo se realmente dei atenção.

Obedeço-te ao que me apetece, dou-me quando me apetece e apeteces-me sempre. Encurralas-me nos abraços, encaminhas-me por entre a ternura para a loucura apoteótica do final. 

Contigo esqueço, desapareço e só regresso no fim, desgrenhada, suada exausta mas com um sorriso de orelha a orelha, igual ao que usas para me levar ao fundo desse nosso mundo.

E esta noite, vamos?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Em segredo

    27 Outubro, 2020

    Porquê... Porque é que a vida te leva para longe dos meus braços, a cada dia que amanhece? (...)

  • Atão, como é?

    16 Julho, 2020

    1_"sou homem peludo avantajado e procuro so rapariga de maior idade do alentejo para prazer (...)

  • Tu.

    14 Julho, 2020

    Deixas-me sem jeito. Tropeço nas palavras, nos meus próprios pés, na minha timidez. O (...)

  • E tu, e esse teu charme...

    15 Maio, 2020

    A facilidade com que me entrego a ti é irrisória. Não precisas de me tocar para te querer, (...)

  • Para o jeitoso do fim de semana passado, mais um q...

    12 Maio, 2020

    Passei boa parte da noite assim, a ver-te dormir, estudando-te os traços da fisionomia por (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D