Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

A ternura

fd8f29921e6b57bd3047ffb2ff3d0673.jpg

 Domingo pelo meio da manhã.

Sentei-me no vão de escada, à espera, com o ouvido à escuta, o coração a mil. Tive tanto medo naquele momento.

É humano estar sempre à espera do pior , em sobressalto.

Quando por fim, saiu, respirei de alívio. Dei por mim com um sorriso tamanho, o coração em euforia, mesmo não tendo as skills de cabeleireira que tanto jeito tinham dado ali.  Nunca a frase "corações ao alto  "  me fez tanto sentido. 

Fui assaltada por um amor maior, ternura permanente que me faz apegar a pessoas quando menos espero. 

Tem sabido bem ter companhia, para variar.

A compulsão.

sugar-1.jpg

Desde que me lembro de ser gente, que me lembro de me sentir triste.

Um estado melancólico quase permanente, pesado, que me levou a procurar fuga da realidade. Ou reconforto.

Foi então que surgiu a minha compulsão pelo açúcar. Sempre que me sentia triste, ou zangada, ou simplesmente sem ânimo, umas colheradas de açúcar amarelo e ficava tudo bem.

Com o tempo o açúcar já não chegava e então basicamente eu era um sorvedor de comida. 

As voltas da vida levaram a que tivesse acompanhamento psicológico em alguns momentos da adolescência.

Para boa parte das pessoas a minha volta eu era ( e ainda há quem ache) doida. Maluca mesmo.

Já tive ideias suicidas. Já fui completamente abaixo. Já me apontaram vezes sem conta o dedo.

E o mais assustador é saber que pessoas como eu acabam mesmo por se suicidar. Percebi isso pela leitura de cartas de despedida.

Mas eu até gosto de viver. 

O problema é este fardo permanente.

Resolvi falar disto como um alerta, para se estar atento a quem está a nossa volta. Nem sempre o aparentemente bem é assim na realidade.

E sobretudo, parar de apontar o dedo.

Só quem está na situação é que sabe o quão doloroso pode ser.

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Diva, sempre. Até cansada.

    02 Setembro, 2020

    Porra. É mesmo assim. Sinto-me divinal com as calças manchadas com o respingo das uvas. (...)

  • A vitória

    26 Agosto, 2020

    Dois anos desde que começou a aventura da carta. 8 meses desde o exame de código. 45 aulas (...)

  • A realidade

    20 Agosto, 2020

    Meia-noite. Eu e a cama, e o desejo de ti.. E a vergonha de o sentir, o corpo a pedir.. Devo? (...)

  • A sexshop

    10 Agosto, 2020

    Indiferente a quem eventualmente me pudesse ver, entrei. Olhar para aquelas prateleiras (...)

  • E viva o azeite...!

    08 Agosto, 2020

    Mais vale ser honesto... 1"_Ola sou casado estou carente procuro mulher na mesma situacao (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D