Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Á lareira

tumblr_5a62a5d88c483bbfb164ce012392a681_9916018b_6

Cresci na aldeia e não me imagino numa casa sem lareira.

A felicidade que me dá ver o lume, mexer o borralho, dar uma ajeitada aos paus...

Priceless.

A lareira cá de casa não é funcional por isso optei por uma salamandra.

O aquecedor é prático mas ao mesmo tempo frio...

E só o cheiro da lenha a crepitar parece que torna a casa mais acolhedora, aquece a alma e o ambiente, não sei explicar..

Dia de chuva lá fora, arroz-doce a fazer ao fogão.

Em dias assim sabe muito bem estar em casa.

 

 

Simplificando

tumblr_2a29c573995dc7db37bfefc3ee143045_500648f8_4

Ele chegou...

Deixo o stress, a loiça por lavar, o que ainda falta para adiantar para depois...

Esqueço quem passa quando me abraça...

Abraço bom que me sabe tão bem.

Ele está aqui. Finalmente.

E envolve-me num beijo ternurento...

Ri-se da minha preocupação em não estar gira para o receber..

Sabendo de sobra que passei o dia a contar as horas para o voltar a ver...

Com medo do que possa acontecer nos entretantos...

Mas...

Ele está aqui, o tempo vai voar e não tarda nada vou ter que me despedir...

Custa...

Tanto...

Sei que é amor...simples.

 

A sorrir...

unnamed (8).jpg

Alex lá fora, trabalhadores do campo em casa.

Ainda fomos ao campo mas só para constatar o que já sabíamos: não íamos conseguir trabalhar.

Voltei para casa inspirada.

Fiz a mudança sazonal do closet e arrumei mais umas coisas em que andava a matutar.

Ganhei espaço de arrumação e menos um macaquinho no sotão a remoer...

Acho que só hoje ganhei noção que efectivamente já estamos no Outono.

Apetece a lareira.

Comida de pote e o cheiro pela casa.

Tons quentes por todo o lado..

A despedida do Verão pode custar, mas também se pode fazer a sorrir ...

 

 

Verdades que descobri ao morar sozinha

tumblr_o48k0tqddZ1r84j0io1_1280.jpg

Quanto menos sujar, menos tenho que limpar.

Batata palha é super versátil. Fica aqui a minha homenagem.

Provas de amor vindas sob forma de comida em tupperwares são as minhas preferidas. Chocolate engorda e quando muito só dão para sobremesa.

A vaidade passa quando somos nós a tratar de toda a roupa que sujamos. Veste-se o que está seco no estendal e pronto.

Sinto-me em casa quando me cheira a roupa lavada e a comida saborosa. É felicidade pura.

Manter o chão limpo é um desafio e tanto. Ter tapetes na entrada é uma boa ajuda para isso.

Meia tigela de arroz é jantar e marmita do trabalho.

Hamburgures são mais versáteis do que alguma vez imaginei.

Parti um prato.

c9912638e6fe10523ad11fc4527eeaf1.jpg

 

O bolo queimou.

A forma está um pesadelo para lavar.

Os rissóis ficaram ensopados do óleo.

Bati com a carrinha. 

Ligaram a pedir o contacto de uma pessoa que detesto. Só de ouvir o nome fiquei com o pêlo eriçado.

O date desta noite adoeceu e não vem.

Já para não falar que ainda estou traumatizada depois de me perguntarem se era hermafrodita...

E ter sido assunto numa quinta inteira sem saber.

(Ter pila, eu? )

 

Ir a bruxa é para meninos...

 

Ai mulher...

woman-warrior2.jpg

Isto não anda fácil...

São as alergias, o cansaço e agora o medo que isto tudo seja a tiróide e ai jesus que eu ainda não quero ir...!

É a carência, umas vontades do caraças e gajos bons é o caraças....

É o corpo, ora me agrada ora me chateio, intercalo a sensualidade entre a Sophia Loren e a Popota....

São os nervos, o exame que está quase, a ansiedade que anda pior do que nunca, sou eu que me sinto pior que nunca...

Tenho a casa um brinco mas nem sempre sabe bem a solidão, tenho uma casa só para mim mas que me parece vazia e fria ás vezes, adoro a minha liberdade mas também gostava que a vida me prendesse em alguém ou algum lugar...

Ai mulher, se soubesses a minha vida!!!

O tormento

transferir (3).jpg

Mais um incêndio. 

A paisagem noturna ontem era assustadora.

Duas linhas de fogo, mais a que não se vislumbrava do lado de cá, por sinal, a maior.

Toda a gente em pânico.

Toda a gente perdeu haveres para o fogo.

O ar era irrespirável, logo pela manhã. Em conjunto com o calor, tornava o trabalho quase um sacrifício.

Não se via mais do que 200 metros a nossa frente. Vários reacendimentos.

Não sei o porquê, sei que raro é o ano em que uma das fragadas que delimitam o vale, arde. E lá volta a repetir-se o tormento e sobretudo, lá volta o luto a paisagem.

Gostava de perguntar a quem ateia fogos, o porquê.

Não entendo.

Trabalhar na natureza tem-me feito entendê-la, e cada vez mais, respeitá-la.

Devia ser mentalidade geral. 

Todos respiramos o mesmo ar. É não esquecer isso.

Porque nem tudo é perfeito..

tumblr_nm8f864EDc1r24la8o1_500.jpg

(Foto do Tumblr)

 

Há dias em que o sossego de ter uma casa só para mim é relaxante e me sabe bem.

Depois há os outros, em que o silêncio se torna excessivamente pesado, em que falta a companhia nem que seja para dar um animozinho as arrumações.

O gás pifou e o arroz ficou uma porcaria.

A rinite é uma treta e acompanhada de febre, pior.

No andar de baixo o senhor acordou inspirado, pegou no barbequim e toca a fazer um estardalhaço na parede e  toca a acordar malta que dormir é para os calaceiros! 

(Filho da p....!)

É sábado, nem tudo é perfeito, mas pronto.

Amanhã vou pegar ao aspirador ás 5 da manhã e já ficamos quites.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Shine and gloss

    17 Outubro, 2020

    Independentemente do teu humor ou estado de espírito... Põe uma roupa de que gostes. Dá (...)

  • Simple little wonders

    08 Outubro, 2020

    Roupa bonita. Flores. Uma boa banda sonora ao fundo... Crianças a brincar... E eu de mão (...)

  • A sorrir...

    02 Outubro, 2020

    Alex lá fora, trabalhadores do campo em casa. Ainda fomos ao campo mas só para constatar o (...)

  • O abominável

    28 Setembro, 2020

    Dei por mim com medo. Medo de um retrocesso. Medo que a luta de tantas seja em vão. Medo que (...)

  • As diferenças

    26 Setembro, 2020

    Começaram as dúvidas. Já me tinha apercebido de que faltava aqui qualquer coisa, um travo (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D