Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Amar em tempos de Covid

5cd95cac3edb06baf2a968c843651c3c.jpg

Quando a pandemia começou não havias tu.

Nem sonhava conhecer-te ou sequer pensava ter uma relação real.

Havia conversas online com gente até interessante mas de longe, gente parva por quem me interessei, gente a quem acedia através da internet.

Gente. Não passou disso.

Inesperadamente nas vindimas cruzámos caminhos e nunca mais nos largámos.

Moramos a 45km. É já aqui ao lado.

Se não fosse o Covid, era fácil sonhar com um futuro para nós. Com o Covid tem sido aterrador.

Quando saiu a limitação de circulação entre concelhos caiu-me tudo....

Vão ser 5 dias terríveis.

Deixei de ver noticías, já não consigo.

A realidade é deprimente e o futuro não se vislumbra melhor.

Resta-me o teu abraço enquanto conseguir ter-te comigo e rezar por dias melhores.

Não te quero perder nem por nada.

E que Deus e a Ciência nos ajudem.

Bom dia e um beijo

tumblr_nyfisls60n1t34v8ao1_400.jpg

Acordo sorridente...

Adoro dormir sozinha, esticar-me, espreguiçar-me a vontade.

Sou só apenas eu, sem os rótulos, com a roupa da cama a reconfortar...

Ainda não estou totalmente recuperada mas vou ficar e essa tem sido a minha força.

Adoeci devido a dois dias de trabalho muito intenso...

Mas não é o fim do Mundo. É só um bocadinho chato...

 

Bom dia e um beijo, á distância :)

 

....

bed-bedroom-boy-man-morning-sexy-Favim.com-66680.j

E á medida que te ia escrevendo, a visão de ti ali, deitado na cama, olhar maroto, do outro lado do corredor era cada vez mais realista.

Senti a aura de sedução, senti todo o nervosismo..

Sabendo que estás ainda longe daqui, fisicamente, mas de resto tão perto que quase te sinto..

Tenho medo, mas quero ter-te. 

Tenho pudor, mas vai acontecer.

Estou ansiosa, mas os pés bem assentes no chão..

Não sei o que isto, mas é bom..

Alvorada

https://www.youtube.com/watch?v=miax0Jpe5mA

Uma noite mal dormida, a ansiedade que não passa, um torvelinho de emoções que se junta no estômago sob forma de nervosinho miúdo.

Tenho medo, não sei que pensar, sentir..

Não quero sonhar, já sei que dá asneira.

Algures na penumbra senti que me olhavas, que o teu pensamento estava ali...

Mas...cética. Até poder ver para crer...

Até poder sentir a realidade em cada poro da pele...

 

porque esta noite queria ter-te aqui

unnamed (6).jpg

Não vale a pena andar com floreados.

Sentir falta de alguém importante é complicado de gerir.

Parece que de repente tudo faz lembrar a pessoa, tudo nos leva até ela, relembra dela...

Daí a surgir a saudade é um instante.

E quando o afastamento é súbito, tentar perceber a razão.

Será que a culpa foi maioritariamente nossa?

Será?

A mente bloqueia, o coração não entende, o universo não ajuda...

E eu só queria ter-te aqui.

Olhar-te nos olhos para te poder enfim entender.

Pedir desculpa e envolver-te num abraço, choramingar de alívio e acabarmos a gargalhada pela figurinha.

Acabar a noite perdida de mim e cada vez embrenhada em ti, nas tuas certezas, nas tuas curvas...

Amanhecer contigo ao lado e ter a certeza de que já passou.

Mas não, ainda não passou.

E eu não sei que faça...

Só sei que te queria ter aqui.

 

Depois de ti...

tumblr_livnh9y4lj1qfuuqzo1_500.jpg

Depois de ti há o recomeço.

Fechar as gavetas da memória, tirar-te de mim.

Apagar os registos de chamadas, as mensagens, as fotos.

Apagar-te e retomar a vida onde a deixei quando tu chegaste.

Tentar avançar, aos poucos.

Desviar-me do teu caminho, seguir a minha rota, seja lá onde ela for dar.

Sem medos.

Sem ilusões.

Sem ti no horizonte.

Habituar-me a estar sem ti.

 

 

 

E o teu cheirinho a mistolin...

tumblr_mp9q7vNT2d1rpbv59o1_400.jpg

Domingo.

Dia de sair a rua de pijama sem parecer que estou de pijama.

Dia de dar música aos vizinhos.

Dia das limpezas, de preparar a semana.

De preparar o que aí vem.

Haja lava-tudo perfumado, mistolin, um pano e um tacho com água. Se bem que eu gosto mesmo é da vassoura...Faz-me sentir má!

Em countdown para as vindimas e para o exame de condução.

Esperemos que o mês de Agosto seja mesmo querido...

Noturno

transferir.jpg

Se o mar te levar,

Para longe de terra,

Ficarei no cais

Á tua espera.

Se o vento te levar,

Para o alto da montanha,

Invento uma artimanha

E vou lá ter.

O fogo não te toca,

Tu já és brasa;

A terra não me engole,

Fiz dela casa.

A natureza que nos escuta,

Que toma conta de nós,

Fica sempre mais bonita

Quando estamos a sós.

A noite caiu,

E o céu estrelado,

Ganha outro encanto,

Quando estás do meu lado.

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Em segredo

    27 Outubro, 2020

    Porquê... Porque é que a vida te leva para longe dos meus braços, a cada dia que amanhece? (...)

  • Cenas de gaja

    24 Julho, 2020

    Reclamamos quando estamos sozinhas mas quando aparece algum pretendente pomos mil e um (...)

  • Tu.

    14 Julho, 2020

    Deixas-me sem jeito. Tropeço nas palavras, nos meus próprios pés, na minha timidez. O (...)

  • E tu, e esse teu charme...

    15 Maio, 2020

    A facilidade com que me entrego a ti é irrisória. Não precisas de me tocar para te querer, (...)

  • Para o jeitoso do fim de semana passado, mais um q...

    12 Maio, 2020

    Passei boa parte da noite assim, a ver-te dormir, estudando-te os traços da fisionomia por (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub