Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Apoiar-te

pier angeli james dean.jpg

Vou estar na tua retaguarda.

Vou dar-te a força que precisares de ter e dizer-te o que vais precisar de ouvir. E nem sempre serão coisas bonitas.

Vais ter o meu abraço ao fim do dia e o aconchego do meu colo quando nos apetecer.

Coragem e ousadia não te vão faltar. 

Bravura tu já tens de sobra e admiro-te por isso.

Ternura tu já me dás e por isso te amo tanto assim.

Por isso daremos passos em frente sem olhar para trás. Não te vou deixar resvalar.

Sem medo.

Em troca só te peço que já sabes: sem segredos, sem reservas, sem merdas.

Dá-me a mão e confia em mim. 

Avança sem medo que eu cubro a retaguarda.

Eu estou na retaguarda.

Para o que der e vier.

A vitória

original (2).jpg

Dois anos desde que começou a aventura da carta.

8 meses desde o exame de código.

45 aulas de condução.

Um examinador benevolente, o mesmo no teórico e no prático.

A adrenalina que foi conduzir pela primeira vez em auto-estrada,acho que nunca mais me vou esquecer.

O Covid e os seus constrangimentos pelo meio.

A minha carta de condução foi uma epopeia mas...já está.

 

Ladys and gentlemans, a Mary é oficialmente encartada.

É pr'a comemorar! 

No lugar dos outros..

 

original.png

 

No lugar dos outros, somos os maiores..

Tomamos a dianteira da vida deles e qual problema, qual carapuça, vai tudo na frente!

Doença? Dr. Google ensina, explica e cura!

Drama? Um livrinho de auto-ajuda e os conselhos do Goucha e vai ver que não é nada!

Falta de dinheiro? Uma mézinha e tal...feito!

E uns óleos essenciais para acalmar a neura, uma baba de caracol para o rostinho, que você nem com uma plástica ficava bonita mas pronto...

Haja mais empatia e menos bagatelas.

Mais atenção e menos bitaites.

Saber estar quer-se e é bom..

Não é ter pena, não é coitadinhice, é ajudar, ser generoso. Sem tretas.

Proud Mary

look at you, girl!

black-tie-wedding-.jpg

Lembras-te?

Quando o frio te fazia doer as mãos e as apertavas no pano para aquecerem?

Quando eras a primeira a chegar e cantarolavas aquela canção no pátio , tantas vezes?

Lembras-te de todas as vezes que desejaste ver-te livre da melancolia, da vida não ser tão pesada, tão dura?

Olha para ti, agora!

De vestido florido e livro na mão a passear pela cidade, ora com auriculares, ora sem, mediante a pressa.

Os únicos horários com que tens de te preocupar é a hora da saída da colega, para a senhora não ficar sozinha. E ainda arranjaste uma avó por quem tens um carinho genuíno.

A solidão ainda te pesa, mas já é diferente. Estás livremente só.

Já começas a ter a vida que escolheste para ti. Agora é não desistir e sobretudo, não ter medo.

Keep going.

Nostalgia pré-férias

IMG_20200624_102635.jpg

Porque o caminho faz-se andando. 

E foi nesta paisagem o meu último dia, até ver, como capataz, o último trabalho antes das férias, a última equipa que pude chamar de minha.

Lutei, esperei e ansiei pelo cargo. Sei de sobra que não correu bem mas é incrível pensar nos últimos seis meses e pensar: consegui.

Valeu a pena a espera. Se valeu.

Ganhei calo, experiência e algum sangue frio. Ganhei conhecimento, tornei-me conhecida, conheci lugares e tornei-os pontos a retornar.

Fiz amigos. E inimigos.

Provei a mim mesma que sou capaz, que o caminho se faz andando e que a experiência se conquista.

Foi só a primeira etapa de muitas.

Agora é esperar pela vindima!

 

All i need is...

tumblr_b989f3ca75dafc77bcd3a45cd8b77f6d_7eb2531e_1

Olhei para este modelito, sabendo que nunca calçarei algo assim.

Tenho o pé grande alto e largo, o dito 40 biqueira larga, e é um filme para encontrar calçado que sirva e não seja um modelo entre o " dá para os dois", masculino e o puro mau gosto.

Mas as mulheres de pé grande são menos femininas do que as outras?

Para as marcas de calçado, parece que sim.

Chegam ali ao tamanho 39 e....para o resto não há direito.

Não há sabrinas para tamanhos grandes.

Não há calçado de salto alto minimamente bonito para tamanhos grandes.

Mas o mais escandaloso foi descobrir que há sapatilhas que não há 40. (Isto é especialmente doloroso quando se anda a namorar certo modelito durante semanas e depois....)

Isto tem que acabar.

Basta de cingirem as patudas ás botas de trabalho e ás chinelas!

Basta do preconceito sobre a elegância dos pés grandes!

Basta de ouvir " só há até ao 39!".

Basta!!!!

A feminilidade é algo muito maior do que os nossos já grandes pés, por isso, queria pedir genuinamente que as marcas fizessem sapatos elegantes também para nós.

Mais do que algo lógico, é uma questão de igualdade.

 

Cada um reinvidica o que lhe doí. Eu luto para acabar com esta discriminação.

 

 

És mais do que dizem seres.

Pequena reflexão ao fim de um dia de trabalho.

E de repente, ganhas um subtítulo.

Assim, como na realeza mas em mau ou em versão povo.

És o fulano que trabalha para sicrano, és o zé do que fumas ou bebes ou dos sítios que frequentas ou onde vives.

Nunca és só tu. Parece que o mundo tem necessidade de nos acoplar coisas.

Era tão mais simples se o sentido de identidade fosse só um nome e uma cara. E em teoria, é, mas na prática...

Na prática isso não acontece e por vezes estes rótulos trazem problemas, causam estigma e funcionam como diferenciadores negativos. Numa sociedade cada vez mais segregária como a nossa ...

Independentemente de onde se vêm, do que se fez ou faz , acima de tudo somos nós, cada um a sua maneira. 

E estes rótulos têm que ser vistos meramente como parte de uma imensidão que é cada um de nós.

53db97ef0cc3cdefd33117a09e9cca2c.jpg

 

Não sei, digo eu, Mary, ou Maria También como a música dos Kruangbin :)

 

Até que ponto te permites ser livre?

unnamed (1).jpg

Até que ponto tens medo de levantar âncora, mudar de vida, pegar nas armas e bagagens e seguir?

Até que ponto tens coragem de seguir os teus sonhos?

Se é que ainda os tens...

Até que ponto és capaz de dizer foda-se ao que não te serve, ao comodismo, ao politicamente correto?

Quão estás longe do que idealizaste para ti?

Lembras-te do que já quiseste ser?

Não achas que mereces algo para lá da dita rotina, rota do uso, sabida de trás pr'a frente, decorada de cor...?

Olha em frente, olha para ti e diz-me...

Onde deixaste de querer?

Ainda sabes que podes voar?

Até que ponto te permites ser livre?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Diva, sempre. Até cansada.

    02 Setembro, 2020

    Porra. É mesmo assim. Sinto-me divinal com as calças manchadas com o respingo das uvas. (...)

  • A vitória

    26 Agosto, 2020

    Dois anos desde que começou a aventura da carta. 8 meses desde o exame de código. 45 aulas (...)

  • A realidade

    20 Agosto, 2020

    Meia-noite. Eu e a cama, e o desejo de ti.. E a vergonha de o sentir, o corpo a pedir.. Devo? (...)

  • A sexshop

    10 Agosto, 2020

    Indiferente a quem eventualmente me pudesse ver, entrei. Olhar para aquelas prateleiras (...)

  • E viva o azeite...!

    08 Agosto, 2020

    Mais vale ser honesto... 1"_Ola sou casado estou carente procuro mulher na mesma situacao (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D