Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Guarda esse feitio de m.. que tens p'ra ti.

images (2).jpg

tantas vezes...

Aquele olhar fulminante, os lábios finos, quase espremidos, a expressão dura...

O meu mau feitio.

Ou como diz uma tia minha " és muito melindrosa, qualquer coisinha ficas logo coise..."

Tenho dias em que começa logo de manhã e aí geralmente o café resolve.

Depois há aquele que surge durante o dia devido a alguma situação.

Só passa resolvendo a dita situação.

Mau feitio a noite é raro, felizmente.

Por norma consigo que me deixem em paz e o par de trombas geralmente tem esse objetivo, estou irritada e preciso de pensar, preciso de não ouvir ninguém, preciso de um momento para me abstrair do mundo...

Felizmente, acaba sempre por passar.

 

Mau de cama, mau carácter e para esquecer.

Eu tinha-o arrumado na minha gavetinha mental, e para lá voltou.

original (5).jpg

Eu achei que ia rolar, que ia ser um remember como nos velhos tempos.

Levei o mau feitio do costume mas ele desta vez tinha uma arrogância que não lhe conhecia.

Foi bruto.

Foi a vontade que não surgiu. E do nada, um sentimento súbito "o que é que eu estou aqui a fazer".

Soltei-me e fugi. Sem tristeza , revoltada comigo mesma porque nem devia ter ido.

É passado.

Isto de estar sozinha não tem sido fácil, já falei várias vezes disso aqui. Mas também não é qualquer coisa. Não é o desespero. 

Não ter sexo a doer, é dar-me a alguém com quem realmente me sinta bem.

É sentir-me feliz. É ser tocada como gosto. É não servir qualquer coisa porque ninguém me quer...

Whatever...

Porque ás vezes não dá.

12236292954_d005f762ce_b.jpg

Estou cansada e sem vontade de sorrir.

Pesa-me o cansaço do dia que já percorri e o que ainda falta. Pesa-me as coisices dos outros e as minhas. Pesa-me o mundo nas costas.

Sinto-me só.  Dá paz mas é tão triste.

Há uma serenidade na tristeza que é quase mórbida. A tristeza não é momentânea, como a raiva. É companheira, vai ficando.

Se a alegria sabemos que é efémera, a tristeza parece infinita. E vai embora mais depressa do que se espera. Felizmente.

Não me apetece regatear abraços ou conversas. Só quero estar assim, na minha, sossegada, a ver se aparece uma inspiração súbita para o jantar.

Está tudo bem. Estou só cansada.

Porque te amo.

002_beach-44.jpg

Mais do que o desejo que me despertas, é a serenidade que me dás.

É a vontade de que as conversas nunca terminem, de que o tempo pare nas raras ocasiões em que te consigo ter por perto.

É o teu bom gosto musical e a tua tentativa de me educar. São as músicas que tocam na rádio e que parecem que falam para nós. 

São as tuas ideias, mirabolantes, que eu tento entender e defender com unhas e dentes.

Se há palavra que te define é ousadia. Em tudo.

São os teus olhos banais, as mãos de artista e o sorriso de gaiato. 

É a tua vontade de viver, ainda que sem um rumo certo, mas sabes que hás-de lá chegar, importa é saborear a viagem.

És tu na tua essência. Tão óbvio, tão escancarado. És assim, que lixem os julgamentos.

Usas e abusas do sarcasmo, da ironia mas sobretudo do mau feitio. Para mal dos meus pecados...

São as borboletas na barriga que me provocas, é a paz quando estás por perto. É esta ternura, esta atitude de gostar de ti e das pequenas coisas, de ti por inteiro.

É esta saudade.

:(

Boas noites e até amanhã.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Shine and gloss

    17 Outubro, 2020

    Independentemente do teu humor ou estado de espírito... Põe uma roupa de que gostes. Dá (...)

  • Simple little wonders

    08 Outubro, 2020

    Roupa bonita. Flores. Uma boa banda sonora ao fundo... Crianças a brincar... E eu de mão (...)

  • A sorrir...

    02 Outubro, 2020

    Alex lá fora, trabalhadores do campo em casa. Ainda fomos ao campo mas só para constatar o (...)

  • O abominável

    28 Setembro, 2020

    Dei por mim com medo. Medo de um retrocesso. Medo que a luta de tantas seja em vão. Medo que (...)

  • As diferenças

    26 Setembro, 2020

    Começaram as dúvidas. Já me tinha apercebido de que faltava aqui qualquer coisa, um travo (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D