Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Douro para turistas

unnamed (9).jpg

O Douro há-de ser sempre igual a si mesmo.

Imponente, selvagem, deslumbrante.

Mesmo que os turistas só possam ver as vistas de postal, mesmo que a verdadeira essência deste rio apaixonante esteja guardada as gentes de cá, aos trabalhadores das quintas que podem não conhecer os miradouros mas sabem os patamares de onde se tem a melhor vista...

E quem diz patamares diz vinha ao alto.

No Verão transborda de tons verdes, no outono a luz e as cores mais quentes nas vinhas dão-lhe um subtil alaranjado. No Inverno tem o tom amarelo barrento sujo que lhe dá o nome.

O contraste com a paisagem agreste invernil é qualquer coisa de maravilhoso.

Fico contente com tanta gente a ver cá em cima, a descobrir o nosso Reino Maravilhoso.

E serão sempre bem vindos e bem recebidos.

Mas...o verdadeiro encanto está reservado para os de cá.

Something magical...

tumblr_okuqha4wbh1remrxno2_250.jpg

Rendi-me áquele lugar.

Sinto-me pertença dali.

Não sei se é mistica, ou magia, ou o carinho que vou ganhando a cada regresso.

O facto é que me sinto muito bem ali.

Sinto-me em casa.

E acalento o sonho , já a algum tempo, de tentar reverter a desertificação, de trazer gente, de tornar o lugar conhecido, de mais do que tentar explicar a minha paixão, é provar que tem fundamento, mostrar o que tanto me encanta ali..

É uma pena o abandono a que já vai sendo deixado. Uma pena mesmo.

Certa vez enchi-me de coragem e escrevi um email á Presidência da República, a sugerir uma visita por meio de aferir no terreno a desertificação do interior.

Recebi a resposta do chefe da casa civil, obviamente foi recusada.

O sr. Presidente , a CMTV e os abutres só aparecem quando há desgraça. É certinho.

O sonho continua cá, e no momento certo da minha vida vai materializar-se.

Acredito firmamente nisso.

 

 

 

Nostalgia pré-férias

IMG_20200624_102635.jpg

Porque o caminho faz-se andando. 

E foi nesta paisagem o meu último dia, até ver, como capataz, o último trabalho antes das férias, a última equipa que pude chamar de minha.

Lutei, esperei e ansiei pelo cargo. Sei de sobra que não correu bem mas é incrível pensar nos últimos seis meses e pensar: consegui.

Valeu a pena a espera. Se valeu.

Ganhei calo, experiência e algum sangue frio. Ganhei conhecimento, tornei-me conhecida, conheci lugares e tornei-os pontos a retornar.

Fiz amigos. E inimigos.

Provei a mim mesma que sou capaz, que o caminho se faz andando e que a experiência se conquista.

Foi só a primeira etapa de muitas.

Agora é esperar pela vindima!

 

Sobre o verdadeiro amor.

image_content_1633280_20180725203147.jpg

Se há coisa da qual não me posso queixar é de ter um trabalho entediante. 

Bem pelo contrário.

Às vezes até preferia que fosse mais calmo, mas quando penso ter acertado na fórmula e estar aos saltinhos porque desta é que é ,e agora é que vão ver o que é trabalhar e...vai tudo por água abaixo.

Se não fosse tão teimosa já tinha mudado de vida.

Ou se não gostasse tanto da terra, da sensação única de ver crescer, colher o fruto de uma campanha inteira, de uma jornada que começa na poda e acaba em festa nas vindimas.

E a paisagem. O cheiro da terra molhada, o assobiar do vento nos ferros da vinha, as cores da vinha nas diferentes estações do ano, nos diferentes estados fenológicos.

O sentido de responsabilidade. 

Ter a capacidade de ensinar e aprender, saber lidar com diferentes personalidades, ser tenaz e sagaz, mas sobretudo, teimosia.

A vida na vinha é feita sobretudo de teimosia e muita da história do vinho se deve a grandes apaixonados que também são teimosos.

Sem acreditar não se chega a lado algum.

E independentemente de como as coisas corram, apraz dizer que sou tremendamente apaixonada por aquilo que, mais do que o meu ofício, é a minha paixão.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Shine and gloss

    17 Outubro, 2020

    Independentemente do teu humor ou estado de espírito... Põe uma roupa de que gostes. Dá (...)

  • Simple little wonders

    08 Outubro, 2020

    Roupa bonita. Flores. Uma boa banda sonora ao fundo... Crianças a brincar... E eu de mão (...)

  • A sorrir...

    02 Outubro, 2020

    Alex lá fora, trabalhadores do campo em casa. Ainda fomos ao campo mas só para constatar o (...)

  • O abominável

    28 Setembro, 2020

    Dei por mim com medo. Medo de um retrocesso. Medo que a luta de tantas seja em vão. Medo que (...)

  • As diferenças

    26 Setembro, 2020

    Começaram as dúvidas. Já me tinha apercebido de que faltava aqui qualquer coisa, um travo (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D