Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Já tenho cebolas!

Uma nova fase da vida, um velho amor.

Bom dia e um beijo

tumblr_nyfisls60n1t34v8ao1_400.jpg

Acordo sorridente...

Adoro dormir sozinha, esticar-me, espreguiçar-me a vontade.

Sou só apenas eu, sem os rótulos, com a roupa da cama a reconfortar...

Ainda não estou totalmente recuperada mas vou ficar e essa tem sido a minha força.

Adoeci devido a dois dias de trabalho muito intenso...

Mas não é o fim do Mundo. É só um bocadinho chato...

 

Bom dia e um beijo, á distância :)

 

Something magical...

tumblr_okuqha4wbh1remrxno2_250.jpg

Rendi-me áquele lugar.

Sinto-me pertença dali.

Não sei se é mistica, ou magia, ou o carinho que vou ganhando a cada regresso.

O facto é que me sinto muito bem ali.

Sinto-me em casa.

E acalento o sonho , já a algum tempo, de tentar reverter a desertificação, de trazer gente, de tornar o lugar conhecido, de mais do que tentar explicar a minha paixão, é provar que tem fundamento, mostrar o que tanto me encanta ali..

É uma pena o abandono a que já vai sendo deixado. Uma pena mesmo.

Certa vez enchi-me de coragem e escrevi um email á Presidência da República, a sugerir uma visita por meio de aferir no terreno a desertificação do interior.

Recebi a resposta do chefe da casa civil, obviamente foi recusada.

O sr. Presidente , a CMTV e os abutres só aparecem quando há desgraça. É certinho.

O sonho continua cá, e no momento certo da minha vida vai materializar-se.

Acredito firmamente nisso.

 

 

 

Proud Mary

look at you, girl!

black-tie-wedding-.jpg

Lembras-te?

Quando o frio te fazia doer as mãos e as apertavas no pano para aquecerem?

Quando eras a primeira a chegar e cantarolavas aquela canção no pátio , tantas vezes?

Lembras-te de todas as vezes que desejaste ver-te livre da melancolia, da vida não ser tão pesada, tão dura?

Olha para ti, agora!

De vestido florido e livro na mão a passear pela cidade, ora com auriculares, ora sem, mediante a pressa.

Os únicos horários com que tens de te preocupar é a hora da saída da colega, para a senhora não ficar sozinha. E ainda arranjaste uma avó por quem tens um carinho genuíno.

A solidão ainda te pesa, mas já é diferente. Estás livremente só.

Já começas a ter a vida que escolheste para ti. Agora é não desistir e sobretudo, não ter medo.

Keep going.

Noturno

transferir.jpg

Se o mar te levar,

Para longe de terra,

Ficarei no cais

Á tua espera.

Se o vento te levar,

Para o alto da montanha,

Invento uma artimanha

E vou lá ter.

O fogo não te toca,

Tu já és brasa;

A terra não me engole,

Fiz dela casa.

A natureza que nos escuta,

Que toma conta de nós,

Fica sempre mais bonita

Quando estamos a sós.

A noite caiu,

E o céu estrelado,

Ganha outro encanto,

Quando estás do meu lado.

 

 

 

 

Quando ainda me atrevia a sonhar.

ee1cdbd1bb7d2302ddece74767f40992.png

Um dia, já quis ser cantora pimba.

Eu e a melhor amiga de infância, quando dávamos concertos em bancos de jardim, atrás das tendas de venda de discos e cassetes, nos dias de feira, a fazer playback e a dançar como achávamos que dançavam as bailarinas dos videoclips. Tanta tarde passada a ver o "Made in Portugal" para acabar num mundo sem purpurinas...

Nós tínhamos um nome para o nosso duo, e havia algo que era sempre igual: o destaque era ela. Erámos a versão infantil-rasca-provinciana das Tayti, de quem muito gostávamos por sinal.

Olhando para trás, dá uma tremenda vontade de rir. Não dançávamos nem cantávamos nada bem, mas a diversão era a rodos. Não faltavam ideias, desde que houvesse música.

Eu gosto de pimba, como gosto de reggaeton, rock indie e flamenco e outros géneros. O pimba é música ligeira, é divertido, as letras das músicas não são poesia mas e então? Ficam no ouvido e toda a gente troteia alguma de vez em quando. Quim Barreiros é susceptível de deixar gente púdica, corada, mas também arranca boas gargalhadas!

Por isso não quero nem pensar neste verão, em particular no mês de Agosto. Fim de Julho era a festa da aldeia, meados de Agosto é da vila, na terceira semana de Agosto coincidiam duas e arranjava-se sempre maneira de ir a ambas. Vai fazer falta a folia, juntar a família, ver as procissões. Vai ser um Verão sem sabor a Verão.

A menos que me dê na gana de concretizar o sonho de infância e dar concertos na varanda.....

 

 

 

Nostalgia pré-férias

IMG_20200624_102635.jpg

Porque o caminho faz-se andando. 

E foi nesta paisagem o meu último dia, até ver, como capataz, o último trabalho antes das férias, a última equipa que pude chamar de minha.

Lutei, esperei e ansiei pelo cargo. Sei de sobra que não correu bem mas é incrível pensar nos últimos seis meses e pensar: consegui.

Valeu a pena a espera. Se valeu.

Ganhei calo, experiência e algum sangue frio. Ganhei conhecimento, tornei-me conhecida, conheci lugares e tornei-os pontos a retornar.

Fiz amigos. E inimigos.

Provei a mim mesma que sou capaz, que o caminho se faz andando e que a experiência se conquista.

Foi só a primeira etapa de muitas.

Agora é esperar pela vindima!

 

O resto é cansaço.

b42b9f66b2d672996ad28df79f881a95.jpg

Fim do dia.

Queria-te aqui, o meu pijama dos minions amarrotado pelo teu abraço, o teu perfume fundido na minha pele, a minha mão perdida pelo teu cabelo.

Queria-te assim, companheiro, cansado do dia e terno da saudade, com o pensamento a seguir as mãos, que me massajam o corpo e reconfortam a alma.

Queria o encosto do teu peito ao invés do sofá, a tua voz a ecoar pela sala sem precisar do ruído de fundo da tv. Queria-te aqui , mas não era por capricho ou somente porque sim. Tudo tem uma razão de ser e hoje era poder adormecer a sorrir nos teus braços.

Está tudo bem, não te preocupes.

Há algum desânimo mas,

o resto é cansaço.

 

Admite...

a13fbfa438a204e91e9bafb2c6b20474.jpg

Já choraste por amor.

Já tiveste a esperança de um final feliz onde ainda nada tinha começado.

Já fizeste planos que saíram completamente ao lado.

Já te enganaste em relação a impressão que tinhas de alguém, tanto boa como má.

Já tiveste que esquecer a pessoa que achavas com quem ias ficar até ao fim da tua vida.

Já não acreditas no "felizes para sempre".

E provavelmente já não tens aquela ideia cor-de-rosa no que toca ao amor.

Passaste por isto tudo e achas que tanta mágoa te impossibilita de voltar a amar.

Até voltar a acontecer.

Até a magia voltar a nascer dentro de ti.

E as borboletas voltarem, e o brilhozinho no olhar.

E tudo recomeça.

Até que ponto te permites ser livre?

unnamed (1).jpg

Até que ponto tens medo de levantar âncora, mudar de vida, pegar nas armas e bagagens e seguir?

Até que ponto tens coragem de seguir os teus sonhos?

Se é que ainda os tens...

Até que ponto és capaz de dizer foda-se ao que não te serve, ao comodismo, ao politicamente correto?

Quão estás longe do que idealizaste para ti?

Lembras-te do que já quiseste ser?

Não achas que mereces algo para lá da dita rotina, rota do uso, sabida de trás pr'a frente, decorada de cor...?

Olha em frente, olha para ti e diz-me...

Onde deixaste de querer?

Ainda sabes que podes voar?

Até que ponto te permites ser livre?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Shine and gloss

    17 Outubro, 2020

    Independentemente do teu humor ou estado de espírito... Põe uma roupa de que gostes. Dá (...)

  • Simple little wonders

    08 Outubro, 2020

    Roupa bonita. Flores. Uma boa banda sonora ao fundo... Crianças a brincar... E eu de mão (...)

  • A sorrir...

    02 Outubro, 2020

    Alex lá fora, trabalhadores do campo em casa. Ainda fomos ao campo mas só para constatar o (...)

  • O abominável

    28 Setembro, 2020

    Dei por mim com medo. Medo de um retrocesso. Medo que a luta de tantas seja em vão. Medo que (...)

  • As diferenças

    26 Setembro, 2020

    Começaram as dúvidas. Já me tinha apercebido de que faltava aqui qualquer coisa, um travo (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D